Header Ads

Seo Services

IMAGENS FORTES: Justiça liberta assassina que executou friamente comparsa e filmou tudo

Foto: Reprodução

 O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) revogou a prisão preventiva e concedeu liberdade provisória a Luciana Pereira da Silva, de 35 anos. Em julho do ano passado, ela apareceu em um vídeo executando um dos comparsas da quadrilha na Zona Rural de Manaus. A gravação ainda circula nas redes sociais (veja abaixo). Apesar da decisão, a Secretaria de Justiça do Amazonas (Sejus-AM) informou que a acusada permanece pres No domingo (22), a juíza titular da 5ª Vara Criminal, Andrea Jane Silva de Medeiros, que estava no plantão criminal, analisou um dos processos de homicídio simples que Luciana Pereira responde no judiciário. Entretanto, para a magistrada, não haveria evidências de periculum libertatis – termo jurídico que indica quando a liberdade do acusado oferece perigo.

“Ante a ausência de fato concreto nesse sentido e de periculosidade das agentes, o que resta corroborado pela primariedade das flagranteadas e pela baixa quantidade de droga apreendida”, justificou Andrea Jane da Silva ao conceder liberdade provisória sem fiança. Se for mesmo libertada, Luciana deve comparecer mensalmente no último dia de cada mês em juízo e não poderá deixar Manaus.
Entenda o caso
O crime ocorreu no dia 9 de julho no ramal Água Branca, na AM-010. As imagens mostram a vítima de joelhos e com as mãos na cabeça. A arma da mulher falha duas vezes antes da execução.
De acordo com a polícia, a vítima era comparsa da suspeita e atuava em roubos e latrocínios praticados na capital. As imagens foram encontradas no celular de Luciana Ferreira da Silva no dia 25, quando ela foi presa por suspeita de envolvimento na morte de um empresário em um condomínio de luxo no bairro Ponta Negra, na Zona Oeste.
Em depoimento à polícia, Luciana alegou que praticou o crime por uma dívida de R$ 3 mil. Ela faz parte de uma facção criminosa de Manaus que praticava roubos e latrocínios.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.