.

.

.

.

sábado, 20 de maio de 2017

Cruz das Almas:Câmara realiza sessão especial em comemoração ao Dia do Assistente Social


A Câmara Municipal de Cruz das Almas, realizou na noite desta sexta-feira, uma Sessão Solene para celebrar o dia do/a Assistente Social, oficialmente celebrado no dia 15 de maio. A homenagem foi proposta pelo Vereador Valter Lucas (PRB). Ao todo 13 Assistentes Sociais foram homenageadas durante a Sessão, que teve como orador oficial, o assistente social, Luiz Antônio Santana Caldas. O evento contou com as presenças dos vereadores Edson Ribeiro, Tiago Chagas, Osvaldo da Paz e Carlos Trindade; das vereadoras Camila Moura e Ilza Francisca, além da Secretária do Trabalho e Assistência Social, Jucélia Maria Vieira dos Santos; familiares das homenageadas e convidados.

Ao mencionar a atual conjuntura política em que atravessa o país, Valter Lucas reconheceu que o assistente social tem compromisso com a população. “(...) A população não sabe a importância que tem um assistente social. Infelizmente, muitos políticos buscam benefícios para si, e esquecem de valorizar quem merece ser valorizado”, alertou. 

Depois enaltecer a trajetória do assistente social no Brasil, Edson Ribeiro disse ser louvável a realização da sessão solene. Em seguida, disse esperar que a classe tenha um reconhecimento maior em todas as esferas de governo, sendo ela federal estadual ou municipal. Edson aproveitou para justificar as ausências dos vereadores Renan de Romualdo, Paulinho Moraes e Roberto Câmara. 

Representado o Governo Municipal, a Secretária do Trabalho e Assistência Social, Jucélia Santos, fez resumo do trabalho realizado pelo assistente social, que perpassa pelos cuidados com pessoas que estão em vulnerabilidade social, demonstrando o quanto é importante o trabalho desses profissionais, que atuam na área da assistência social, para que a população tenha o mínimo de direitos garantidos, direito a saúde, educação, lazer, água tratada e saneamento básico. 

Com o tema “Na luta de classes não há empate”, a campanha deste ano destaca compromisso da categoria de assistentes sociais em defesa das liberdades democráticas e dos direitos sociais, ilustra a intensificação da violência e criminalização das lutas sociais, que têm sofrido cada vez mais com a repressão de um Estado que está a serviço do grande capital, e convoca a categoria a se voltar com maior força ao trabalho de base e continuar nas ruas, resistindo e lutando para não perder direitos já conquistados. Reportagem Paulo Galvão ( #ForteNaNotícia).

0 comentários:

Postar um comentário