sábado, 7 de outubro de 2017

Conheça a emocionante história da jovem que descobriu o câncer de mama aos 25 anos

Foto: Divulgação Facebook.
Aos 25 anos, Vanessa Esteves, natural de São Miguel das Matas e moradora de Santo Antônio de Jesus foi diagnosticada com câncer de mama no período que ela amamentava seu filho de apenas 6 meses.

“Tudo teve início no mês de dezembro de 2015. Estava na melhor fase da minha vida amamentando meu bebê, porém esse momento começou a ser preocupante, eu mesma detectei um caroço na mama direita”, detalha Vanessa.

A doença que costuma atingir mulheres a partir de 40 anos, tem uma incidência de cerca de 7% em mulheres com idade inferior, e pode estar ligada diretamente a história familiar de câncer de mama e ovário em parentes de primeiro grau, como também por conta dos maus hábitos alimentares, entre outros fatores.

No mês de prevenção da doença, Vanessa é uma personagem real de como o diagnóstico precoce e tratamento são primordiais e contribuem para salvar vidas.  Após confirmação médica de que estava com câncer, ela iniciou as quimioterapias no mesmo mês e confessa que sua preocupação de imediato era com o cabelo. “Eu não levei a doença como se fosse à morte, eu só pensei em meu cabelo. Vou ficar careca e como vou arrumar meu cabelo”, conta.

No entanto, em meio ao processo das quimioterapias, ela enfrentava outro momento delicado, pois sua mãe estava internada na UTI  com problemas relacionados a diabetes. Vanessa relata que visitava a mãe todos os dias no Hospital ao lado que ela fazia o tratamento e que encontrou forças para lutar, sem desistir em momento algum.

“Ela pedia para eu não desistir e falou para eu cortar o cabelo dela, mas disse que não. Quando faltavam umas três sessões de quimio, ela veio a óbito”, desabafa emocionada.

O apoio dos familiares e amigos, sem dúvidas, é de extrema importância para cura de uma doença que não abala somente o físico da mulher que a desenvolve, mas principalmente o emocional. A vida começa a ser vista com tal fragilidade e o novo surge a cada dia. Nessa etapa, o apoio contribui para melhores resultados e as dores são amenizadas através do aconchego fraterno de quem se ama.

“Agradeço ao meu marido que me acompanhou durante as quimioterapias, radioterapias e cirurgia, em tudo. E meu filho que foi de onde eu tirei minha força para continuar”, disse.

E carinho não faltou para Vanessa. Ela explica que foi surpreendida pelos amigos e familiares no dia de seu aniversário. “Eu estava careca e usando lenço, e quando cheguei em casa todos os meus amigos estavam com lenço, inclusive meu filho. Eles fizeram uma festa surpresa para mim.  A partir daí eu descobrir quem eram as pessoas verdadeiras e graças a Deus ninguém se afastou de mim”, explica.

Sete amigos ainda pediram para que ela raspasse suas cabeças e registraram o momento com uma foto em que ela foi segurada por todos eles.

Após as muitas sessões de quimioterapia, a cura se aproxima. Ela resolveu retirar as duas mamas, para evitar qualquer sofrimento futuro. Em seguida inicia as radioterapias para evitar o aparecimento de novas células. E em um relato carregado de emoção ela descreve em uma rede social a notícia que trouxe novamente alegria e confiança para sua vida – uma nova vida.

“Ontem eu gritei de alegria, eu chorei e agradeci a Deus, a frase saia da minha boca como uma música “Eu venci o câncer” eu não consigo conter minha alegria em ter conseguido finalizar esse longo processo, foi quase um ano na correria só em médico. Hoje quero deixar aqui para vocês a minha história, a minha luta, a minha força de vontade e dizer que eu venci e você que está passando pela mesma situação, ou tem alguém próximo que está lutando, coloque na mente EU JÁ VENCI, desistir é para os fracos. Deus nos dá forças, nos da sabedoria, e FÉ inabalável para vencermos as piores dificuldades da vida. Genteee eu tô feliiiiiz, EU VENCIIIII O CÂNCER!!!”.

Hoje sempre sorridente e aos 27 anos, Vanessa Esteves, encoraja com seu depoimento outras mulheres a jamais desistirem da vida.

Que a história de luta de Vanessa Esteves sirva como força para as milhares de mulheres espalhadas por todo o mundo. Que assim como ela, todas as outras possam vencer o câncer. Participe da Campanha Outubro Rosa e não esqueça que prevenir é uma das melhoras formas de lutar. 

As informações desta reportagem são do site Blog do Valente.

0 comentários:

Postar um comentário