quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Geddel, Saud e Funaro trocam farpas no presídio; houve até ameaças de mortes

A prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, do operador Lúcio Funaro e de Ricardo Saud, executivo da JBS, tem provocado uma sessão de gritaria no presídio da Papuda, em Brasília, onde estão recolhidos.

Segundo o jornal Estadão, relatos indicam que Funaro aguarda o fim do banho de sol e antes de voltar para a cela manda aos gritos recado para Saud, preso do outro lado: “Saud, vou te matar”, aterroriza o delator que o entregou.

Ainda de acordo com o periódico, do seu lado “do muro”, Geddel faz coro: “Saud, também vou te matar”. Saud devolve as provocações, mas só para Geddel. “Cala boca, seu gordo!”

Os três estão mantidos presos em alas diferente e, por segurança, não se encontram no banho de sol. A unidade prisional promove um revezamento entre os advogados para que eles não se esbarrem nem no parlatório.

0 comentários:

Postar um comentário