quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Tribunal Superior do Trabalho propõe acordo entre Correios e trabalhadores em greve

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) apresentou nesta quarta-feira (4) uma proposta de acordo coletivo para os funcionários dos Correios, que estão em greve há 15 dias. Os Correios informaram que a proposta foi aceita e que aguardam a decisão dos trabalhadores. As federações que representam os trabalhadores terão 48 horas para decidir se aceitam ou não a proposta.

A proposta de acordo coletivo foi apresentada pelo ministro Emmanoel Pereira.

De acordo com entidades que representam os funcionários, a paralisação é parcial, com redução de funcionários nas agências, e afeta principalmente a área de distribuição. As agências franqueadas não estão participando da greve - são cerca de 1 mil no país. Já as agências próprias totalizam mais de 6.500 pelo país.

Os Correios garantem que a rede de atendimento está aberta e todos os serviços, inclusive o Sedex e o PAC, continuam disponíveis. Apenas os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) estão suspensos.

Metro.

0 comentários:

Postar um comentário