.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

sábado, 18 de novembro de 2017

Ex-assessor diz à Polícia Federal que destruiu provas a pedido de Geddel e Lúcio Vieira Lima

Job Ribeiro Brandão, ex-secretário parlamentar da Câmara, prestou depoimento à Polícia Federal (PF) e disse que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) pediram a ele para destruir anotações, agendas e documentos que poderiam comprometê-los.

Atualmente em prisão domiciliar com monitoramento eletrônico, Job Brandão foi detido na operação da Polícia Federal, no último mês de setembro, que encontrou R$ 51 milhões em um apartamento usado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, na Graça, em Salvador.

A defesa dos dois peemedebistas só vai se manisfestar quando tiver acesso aos documentos formais do depoimento, informou ao Jornal da Globo, segundo o G1.

0 comentários:

Postar um comentário