sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

'Não fui o primeiro e nem serei o último', diz assassino de servidora do Detran

"Não me considero um monstro, não fui o primeiro e nem serei o último a cometer esse ato", afirmou o comerciante Jailson Santos Mendonça, 46 anos, que esfaqueou e matou a ex-companheira, a servidora do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), Maridalva da Silva Mendonça, 46 anos. Ele vai responder por feminicídio.

Na manhã desta quinta-feira (28), ele foi apresentado na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba, após receber alta médica do Hospital Geral do Estado (HGE), onde estava internado desde o dia do crime. Depois de assassinar a ex-mulher, Jailson ingeriu veneno para rato e por isso foi socorrido para a unidade médica. 

Durante a apresentação, Jailson afirmou diversas vezes que não tinha a intenção de matar a ex-mulher e que o crime foi cometido depois de "perder a cabeça". De acordo com o comerciante, antes de encontrar com Maridalva na escaria principal do Detran, ele pensava em tomar o veneno e entregar para ela um bilhete de despedida. Não foi o que aconteceu. 
Segundo Jailson, ele e a servidora tiveram uma discussão que terminou com o assassinato da mulher. Marivalda foi esfaqueada diversas vezes, nas costas, tórax e pescoço. O bilhete que Jailson pretendia entregar para a ex-mulher foi encontrado em um dos bolsos da roupa usada por ele no dia do crime.

Escrito em um pedaço de folha de caderno, o bilhete dizia: “veja o que vocês fizeram no Natal. Mudou. Tudo era diferente. Estava tudo bem [entre] eu e Mari”. A mensagem era destinada para Davi, Antônio, Gegeu e Andreia que, segundo Jailson, são irmãos da vítima. 

O comerciante disse que os irmãos de Maridalva teriam impedido que ela se encontrasse com ele na noite de Natal. Segundo a família da vítima, o casal já estava junto há um ano, mas, há cerca de um mês Marivalda colocou um ponto final na relação. Jailson não aceitou a separação e começou a ameaçar a servidora. Com informações do Correio 24hs.

0 comentários:

Postar um comentário