.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Conceição do Almeida: 457 benefícios do Bolsa Família são bloqueados e cancelados por conta de irregularidades.

Adicionar legenda
Mais de 220 mil pessoas tiveram o Bolsa Família bloqueado ou cancelado no estado da Bahia, após um cruzamento de dados apontar irregularidades no recebimento do benefício do governo federal. A Bahia é o segundo estado em número de cancelamentos e de bloqueios no programa com 170 mil cancelamentos e 55 mil bloqueios do benefício em 416 municípios, dentre eles, Conceição do Almeida.

De acordo com relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério da Transparência, divulgado na quinta-feira (04/01), no município de Conceição do Almeida foi identificado centenas de famílias com problemas em seus cadastros, sendo cancelados 137 cadastros e 320 bloqueados, totalizando 457 cadastros com problemas e mais 96 convocados para atualização dos dados.  Em todo o país, foram encontradas inconsistências cadastrais nos dados de 2,5 milhões de famílias. Pelas regras do Ministério do Desenvolvimento Social, tem direito ao Bolsa Família quem tem renda mensal familiar de até R$ 170 por mês. As pessoas que ganham entre R$ 170 e R$ 440 tiveram o benefício bloqueado. Já os que ganham acima de R$ 440 tiveram o benefício cancelado.

Os órgãos realizaram cruzamento de dados de gastos e renda das famílias em busca de possíveis fraudes. Isso foi feito usando informações do Cadastro Único declaradas pelos beneficiários quando se inscreveram no programa e outros dados oficiais da base do Ministério da Transparência. Ainda de acordo com a CGU, famílias que declararam informações de renda inverídicas no momento do cadastro e sendo comprovadas essas irregularidades, serão abertos processos administrativos e aplicadas “sanções legais, tais como devolução de valor” e a impossibilidade de retorno ao Bolsa Família pelo prazo de um ano. (Com informações: G1 Bahia)

0 comentários:

Postar um comentário