.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Procurador do Tribunal de Justiça Desportiva pede exclusão e rebaixamento do Vitória no Baianão

O procurador Hermes Hilarião, do Tribunal de Justiça do Futebol da Bahia (TJD-BA), pediu a desclassificação e o rebaixamento do Vitória no Campeonato Baiano por conta dos incidentes ocorridos no Ba-Vi do último domingo (18), no Barradão. 

Segundo a denúncia, protocolada nesta quinta-feira (22), o rubro-negro provocou a saída dos atletas de campo de forma deliberada para provocar o encerramento do clássico.

De acordo com Hilarião, houve um prejuízo a outros clubes pelo fato do campeonato ser de pontos corridos. "O clube que der causa ao encerramento da partida e isso ensejar um prejuízo desportivo a terceiros enseja à desclassificação do campeonato. 

Na nossa avaliação, houve um prejuízo direto ao Fluminense de Feira e ao Jequié, por isso pedimos a desclassificação. Já o rebaixamento é no regulamento da Fifa por conta da ingerência no resultado da partida, o que na nossa avaliação contrariou a ética desportiva", declarou o procurador, em entrevista à Rádio Transamérica.

A denúncia protocolada cita o supervisor de futebol do Vitória, Mário Silva, como o responsável por provocar o fim do jogo. "Ele contribuiu na decisão do Vitória dar causa ao encerramento da partida. 

Pessoas que estavam acompanhando a partida mencionaram esses fatos e nós resolvemos, com base na legislação, de forma serena e imparcial, colocá-lo na denúncia", declarou.

O caso deve entrar na pauta do tribunal já na próxima semana, com possibilidade de ser analisado por uma das comissões da corte na terça-feira (27). 

A denúncia pede ainda uma série de penas ao técnico do Vitória, Vagner Mancini, e aos jogadores da dupla Ba-Vi. Para o comandante rubro-negro e o zagueiro Kanu, a procuradoria pede multa até R$ 100 mil e pena de 6 a 12 partidas. 

Os meias Yago e Rhayner, o atacante Denilson, do Vitória, e o zagueiro Rodrigo Becão e o volante Edson, do Bahia, tiveram punição solicitada de 4 a 12 partidas. Já em relação ao goleiro rubro-negro Fernando Miguel e o zagueiro Lucas Fonseca, o procurador pediu pena de um a três jogos de suspensão. Com informações do Metro1.

0 comentários:

Postar um comentário