.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

domingo, 29 de abril de 2018

Cruz das Almas: Réus são condenados a mais de 19 anos de prisão em juri popular

A decisão veio depois de longas horas de juri popular, no Fórum Tancredo de Almeida Neves em Cruz das Almas. O juri teve início, por volta de 10 horas de sexta-feira (27) e terminou na madrugada de sábado. 
O Ministério Público (MP) representado pelo Dr. José Reis Neto, mostrou, páginas do processo, com todos os detalhes do crime. Uma testemunha que presenciou o assassinato de Paulo Henrique Caldas Basto, conhecido como, "Paulinho de Valete",  que era criador de animais e também trabalhava como segurança, contou como tudo aconteceu. 
Ele que trabalhava como caseiro de Paulinho na Vila Guaxinim, região da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, afirmou ter visto os dois réus, Ediney Henrique, o "Rick", e Igor Coelho, o "Gordo", armados com pistolas, atirando contra a casa, que inclusive estava sendo incendiada. 
A testemunha ainda disse, que outros homens também estavam no local, todos armados e jogando coquetel molotov, feito com garrafas de vidro, cheias de gasolina. Ainda segundo o caseiro, só sobreviveu porque se trancou no banheiro e ficou olhando a ação deles, por um basculante. 
"Eu subir no vaso sanitário e fiquei olhando eles, e ouvindo os gritos, saia seu x9, (informante de polícia). Teve um momento em que  um deles dois, deu um tiro em minha direção e o estilhaço da bala, acabou atingindo a minha cabeça", completou. 
A defesa dos réus, chegou questionar as investigações, o que foi rebatido pelo promotor, que apontou clareza nos trabalhos da Polícia Civil, representada pelo delegado Cristovão Eder.
No final, o juri acabou dando o resultado desfavorável aos dois réus, tendo o juiz, decretado a pena de 19 anos e três meses de prisão. Edney e Igor, foram presos, poucos meses depois do crime.

Relembre o caso
Um homem identificado como "Paulinho de Valete", foi assassinado com vários tiros, além de ter a casa e o veículo incendiados, por criminosos na noite desta terça-feira (4) na "Vila Guaxinim", Pertencente a (UFRB) Universidade Federal do Recôncavo da Bahia em Cruz das Almas. 
De acordo com informações policiais, vários homens fortemente armados, o assassinaram e depois tocaram fogo na casa e no carro da vítima.
Ainda conforme relatos da polícia, ao tentar correr, Paulinho  ficou preso em uma cerca, onde acabou morrendo. Viaturas da PM se deslocaram para o local, mas os executores já havia fugido. Ele já havia sofrido uma tentativa de assassinato por arma de fogo em 2014, ficando internado no Hospital Regional, até se recuperar. O corpo deverá ser removido para o (DPT) Departamento de Polícia Técnica. Cruz na Tela


Fonte: Cruz na Tela

0 comentários:

Postar um comentário