.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Trabalho com carteira assinada se mantém estável na Bahia no 2º trimestre

Os empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada (exceto empregados domésticos), na Bahia, somavam 1,525 milhão de pessoas 2º trimestre de 2018, segundo o IBGE. Esse número se manteve praticamente o mesmo do 1º trimestre (1,524 milhão), que foi o menor contingente da série histórica da PNAD Contínua (desde 2012). Não houve variação estatisticamente significativa também frente ao 2º trimestre de 2017, quando os empregados com carteira na Bahia eram 1,537 milhão.
Por outro lado, 994 mil pessoas eram empregadas no setor privado sem carteira assinada no 2º trimestre deste ano, na Bahia: 39 mil pessoas a menos que no 1º trimestre (quando 1,033 milhão de pessoas eram empregados sem carteira) e 18 mil a mais que no 2º trimestre de 2017 (976 mil pessoas). Ambas as variações são consideradas estatisticamente como estabilidade.
Não houve variações estatisticamente significativas também no contingente de trabalhadores por conta própria, no estado. Eles somavam 1,792 milhão no 2º trimestre deste ano, 90 mil a mais que no 1º trimestre. Porém, em relação ao 2º trimestre de 2017, quando 1,894 milhão de pessoas trabalhavam por conta própria na Bahia, esse grupo mostrou tendência de queda (-102 mil pessoas).
Ainda assim, no 2º trimestre de 2018 os trabalhadores por conta própria representavam 30,3% de todas as pessoas ocupadas na Bahia, percentual acima da média do país (25,3%).

0 comentários:

Postar um comentário