Header Ads

Seo Services

Sargento acusado de matar Marielle usou R$ 100 mil depositados em sua conta para comprar lancha

Acusado de ter assassinado a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, o sargento reformado Ronnie Lessa usou os R$ 100 mil depositados em sua conta em outubro do ano passado para comprar uma lancha.
A movimentação financeira consta como suspeita em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras. O depósito foi feito pelo próprio PM em sua conta, na boca do caixa, em uma agência do Itaú, no dia 9 de outubro de 2018. As informações são do jornal Extra, do Rio de Janeiro.
De acordo com investigadores da Delegacia de Homicídios (DH) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Lessa depositou o dinheiro e fez a compra logo em seguida. Por meio da quebra de dados telemáticos do PM, os agentes tiveram acesso à nota fiscal da embarcação, que está em nome de Alexandre Mota de Souza, amigo de Lessa preso em flagrante com 117 fuzis em sua casa.
Os investigadores acreditam que Alexandre seja “laranja” do policial reformado. A origem do dinheiro ainda é investigada. A lancha, avaliada em torno de R$ 600 mil, foi apreendida pela polícia.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.