Header Ads

Seo Services

Seleção Brasileira vale R$ 1,3 bilhão mais que a Argentina de Messi

Nesta terça-feira (2) o Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, recebe Brasil e Argentina pelas semifinais da Copa América 2019. As duas seleções voltam a se encontrar na competição após 12 anos. Os hermanos já sinalizaram que a Seleção Brasileira é a grande favorita para garantir uma vaga na final do próximo dia 7 de julho. Isso se deve à grande diferença no valor dos plantéis. O Brasil (R$ 4,1 bilhões) supera em, aproximadamente, R$ 1,3 bilhão a equipe de Lionel Messi (R$ 2,8 bilhões) na cotação atual do euro.
A diferença maior se encontra nos goleiros. Alisson Becker e Éderson estão avaliados em R$ 346 mi e R$ 303 mi, respectivamente, enquanto Franco Armani, Juan Musso e Agustín Marchesín, juntos, chegam a apenas R$ 95 mi, de acordo com dados coletados pela ‘Transfermarkt’.
Na defesa, Marquinhos, Militão, Thiago Silva, Miranda, Alex Sandro, Filipe Luís, Fagner e Daniel Alves somam R$ 800 mi. Já a Argentina soma com Otamendi, Tagliafico, Foyth, Pezzella, Funes Mori, Acuña, Casco e Saravia apenas R$ 510 mi.
Já no setor do meio-campo, Casemiro, Fernandinho, Arthur, Allan e Lucas Paquetá acumulam para o Brasil cerca de R$ 1 bi. Na Argentina, Paredes, Rodríguez, Pizarro, Lo Celso e Pereyra valem juntos R$ 497 mi.
No ataque, a Argentina supera a equipe brasileira por conta do camisa 10. Somente Lionel Messi custa aproximadamente R$ 649 mi. Di Maria, De Paul, Aguero, Dybala, Lautaro Martínez e Matías Suárez complementam o valor total de R$ 1,719 bilhão no setor ofensivo. No Brasil, Coutinho, Richarlison, Éverton Cebolinha, David Neres, Willian, Firmino e Gabriel Jesus totalizam R$ 1,710 bilhão.
Brasil e Argentina entram em campo a partir das 21h30 desta terça. O vencedor aguarda o classificado de Chile x Peru, nesta quarta-feira (3), na grande final do torneio.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.