Header Ads

Seo Services

.

.

Operação da polícia contra tráfico de drogas termina com treze pessoas presas e uma morta.


       A megaoperação que cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão, realizada em conjunto pelas policias civil, militar e rodoviária federal, na manhã desta terça-feira (17), terminou com treze pessoas detidas e uma morta. A informação foi divulgada, em coletiva, pela Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP).
Foram realizados cercos no bairros de Pirajá e Parque São Bartolomeu, em Salvador, nos município de Simões Filho e Conceição do Jacuípe, além do estado do Maranhão. Segundo a SSP, foram apreendidos um revólver 38, R$ 18 mil e mais de 60 kg de drogas, entre maconha, crack e cocaína.
Onze homens e duas mulheres foram foram detidos: Joseval Roque dos Santos, Jadson Santos Leal, Anayrã Santos de Aragão, Carlos Eduardo Silva Santana, Daniel Cícero da Silva, Edivan Gomes da Silva Passos, Marcelo Massena Soares, Juraci Correia dos Santos Júnior e Ilana Kelly Pereira Santos, além de George Ferreira Santos, conhecido como “Neguinho”, e Tiago Conceição da Silva, que atuavam nas penitenciárias do Maranhão e de Simões Filho, respectivamente.
Já João Teixeira Leal, de 49 anos, empresário da banda de pagode No Styllo, foi baleado durante uma troca de tiros e morreu após dar entrada no Hospital Geral do Estado. JJ, como era conhecido, era apontado como líder da facção criminosa Bonde do Maluco desde a morte de Zé de Lessa.
Foto: VN Notícias
Em entrevista ao Varela Notícias, o diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Marcelo Sansão, comentou a investigação e prometeu novos resultados positivos na luta contra o tráfico.
“Já tem um ano e dois meses que essa investigação é feita, com equipes fazendo levantamentos de campo, processamentos das informações de quem atuava nas lideranças e das hierarquias, para que a gente possa neutralizar o grupo. Há ainda alvos a serem alcançados. Eu tenho certeza que os resultados serão amplificados nos próximos dias, para que a gente possa dar essa resposta para sociedade”, comentou.
Foto: VN Notícias
Participaram do trabalho integrado equipes das polícias Civil (Draco, DIP, COE, DHPP, Depom, Depin, Polinter e DCCP), Militar (Graer, Bope, Choque, Apolo, Águia, Bepe, Cavalaria, Coppa, Beptur, Gemeos, Cipes PI e LN, além dos Batalhões Rodoviário e de Guardas), do Departamento de Polícia Técnica (DPT), da Superintendência de Inteligência da SSP, da PRF e da Secretaria de Administração Penitenciária.
Fonte: Varela Notícias 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.