Header Ads

Seo Services

UFRB produz máscara de proteção contra CoVid-19 para profissionais de saúde



Para contribuir com as ações de contenção do contágio pelo novo Coronavírus (CoVid-19), um grupo de pesquisadores está desenvolvendo máscaras de proteção individual para profissionais da saúde. A iniciativa é fruto da parceria entre Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (BAHIANA), Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC), Instituto Federal da Bahia (IFBA), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (SECTI-BA), Instituto PEPO, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Mdwood Eextrusion e Injeplast News.

O projeto colaborativo intitulado Face Shield for Life 3D tem como objetivo o desenvolvimento de protetores faciais para profissionais de saúde que estão trabalhando no combate ao novo coronavírus, visando reduzir os riscos de exposição e garantir o aumento da capacidade de atendimento.

O Equipamento de Proteção Individual (EPI) para a face é produzido a partir da tecnologia de impressora 3D. Além de proteger, o acessório de material em acetato, tem a função de aumentar a vida útil das máscaras cirúrgicas e de proteção N95, recomendadas pelo Ministério da Saúde. As impressoras 3D, também utilizadas na Itália para produção de materiais que auxiliem o sistema de saúde, são máquinas primordiais para imprimir, por meio de tecnologia tridimensional, e criar próteses, peças decorativas e os próprios protetores faciais.

Na UFRB a força-tarefa é supervisionada pelos docentes Nilmar de Souza, Renata Mota, e Karina Kode. O projeto conta com a participação de pelo menos quatro estudantes do Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS) e do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC).

Segundo o professor Nilmar, está sendo produzido um molde para injeção na indústria com capacidade de fabricação de quatro protetores faciais por minuto, gerando um total de 4 mil unidades por dia. Nilmar de Souza destacou a importância de participar da iniciativa e contribuir na produção de protetores faciais para os profissionais que estão na linha de frente como os maqueiros, enfermeiros e médicos. “A ideia dessa impressão é aumentar a vida útil das máscaras de proteção individual, as máscaras cirúrgicas, para assim auxiliar na proteção dos profissionais de saúde. Iremos montar e higienizar os protetores nesta terça-feira, 31, e provavelmente iniciaremos a entrega ainda nesta semana”, explicou Nilmar, que também é egresso da UFRB e do Programa de Permanência Qualificada da instituição na modalidade residência universitária.

Ainda nesta semana, a equipe pretende entregar, de forma gratuita, os 25 mil primeiros protetores faciais nas Unidades Hospitalares em Feira de Santana e até 175 mil protetores para outros hospitais da Bahia em parceria com indústrias da região.

Os insumos para a fabricação estão sendo adquiridos via doação voluntária, por meio de uma "vaquinha virtual". Os interessados em colaborar com a iniciativa podem realizar doações através do site vaka.me/956493.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.