Header Ads

Seo Services

Associação do Banco Mundial é contra indicação de Weintraub e diz ser inaceitável

Governo Bolsonaro: Exoneração de Abraham Weintraub é retificada ...

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
A indicação de Abraham Weintraub para o Banco Mundial não é bem vista na própria instituição. A Associação de Funcionários (WBG Staff Association) afirmou, em carta enviada ao conselho de ética, que é inaceitável o comportamento de Weintraub.
O documento cita ameaças feitas pelo ex-ministro da Educação a membros do Supremo Tribunal Federal e a comentários racistas feitos contra a China e a população indígena brasileira.
“De acordo com múltiplas fontes, o senhor Weintraub publicou um tuíte de carga racial, ridicularizando o sotaque chinês e culpando a China pela Covid-19, e acusando os chineses de ‘dominação mundial’; levando a Suprema Corte a abrir uma investigação por crime de racismo”, diz a carta.
As informações são da Folha de S.Paulo. Segundo a publicação, a associação lembrou que o Banco Mundial acabou de assumir uma “posição moral clara” para eliminar o racismo, de modo que o comportamento de Weintraub é inaceitável.
O ex-ministro do governo Jair Bolsonaro foi nomeado diretor executivo do banco na cadeira do grupo do Brasil, que tem maioria, mas ainda precisa ser eleito. O processo é uma formalidade e pode levar até quatro semanas. Até então, nenhum dos oito países do grupo manifestaram resistência à indicação de Weintraub. Se for eleito, terão início os trâmites burocráticos para início do trabalho do ex-ministro. O mandato de Weintraub vai até 31 de outubro e pode ser renovado no mês seguinte.
Fonte: Bahia.ba

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.