.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Empresário confessa assassinato de motorista de aplicativo por ela negar sexo


Um empresário foi preso sob suspeita de ter assassinado uma motorista de aplicativo, na cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás. Nesta quarta-feira (23), o homem confessou o crime e disse ter matado Vanusa da Cunha Ferreira, 36 anos, após ela ter negado sexo a ele depois da corrida. De acordo com a polícia, o suspeito ainda teria abusado da vítima após a morte.
Segundo a delegada Mayana Rezende, responsável pelo caso, o homem disse em depoimento que os dois estavam no carro, ele tinha achado que tinha “pintado um clima” e começado a abraçá-la e fazer brincadeiras.
A mulher, então, negou e disse que ela tinha outra orientação sexual. Apesar disso, o homem decidiu estuprá-la. Ela tentou fugir, caiu, bateu a cabeça e acabou perdendo os sentidos. Ainda conforme a delegada, ele ainda bateu a cabeça da vítima no chão, mesmo após a queda.
“Eu tirei a roupa, cheguei a fazer algumas coisas, mas não completei o ato. Foi uma fatalidade, errei e quero pagar. Me arrependo do que fiz”, afirmou o suspeito entrevista à imprensa.
O crime aconteceu na madrugada do último sábado (19) e o corpo da motorista foi encontrado no bairro Jardim Copacabana, na noite de domingo (20). No dia seguinte, o suspeito foi preso.
O empresário deve responder pelo crime de homicídio qualificado, estupro e vilipêndio de cadáver. O suspeito já tem cinco passagens pela polícia e todos os crimes foram cometidos contra mulheres.

Brasil e EUA reconhecem chefe do legislativo como presidente interino da Venezuela


O governo brasileiro reconheceu nesta quarta-feira (23) o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, como o novo presidente interino do país. Os Estados Unidos e outros oito países também tomaram medida semelhante.
A decisão aconteceu pouco depois do próprio Guaidó se autoproclamar presidente durante uma manifestação que reuniu milhares de pessoas em Caracas para protestar contra o ditador Nicolás Maduro. “O Brasil decidiu reconhecer Juan Guaidó presidente da Venezuela e dará todo o apoio à transição democrática”, declarou o presidente Jair Bolsonaro em Davos, na Suíça, onde está para participar do Fórum Econômico Mundial.
“O Brasil apoiará política e economicamente o processo de transição para que a democracia e a paz voltem à Venezuela”, completou ele nas redes sociais. Em comunicado, o Itamaraty já trata Guaidó como “presidente encarregado” da Venezuela.
O brasileiro estava ao lado do presidente da Colômbia, Iván Duque, da vice-presidente do Peru, Mercedes Aráoz, e da chanceler do Canadá, Chrystia Freeland. Antes do anúncio, Bolsonaro e Duque passaram cerca de uma hora e meia reunidos com os presidentes do Equador, Lenín Moreno, e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada.
No total, seis países reconheceram conjuntamente Guaidó como presidente interino da Venezuela: Brasil, Canadá, Peru, Equador, Colômbia e Costa Rica, além dos EUA, que já tinha feito isso mais cedo. Posteriormente, os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, da Argentina, Mauricio Macri, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, também reconheceram o deputado como novo mandatário.
Em comunicado, o presidente americano Donald Trump afirmou ainda que usará “todo o peso do poder econômico e diplomático dos Estados Unidos para pressionar pelo restabelecimento da democracia venezuelana”.

Cruz das Almas: PREFEITURA INICIA MAIS UMA ETAPA DA PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

A imagem pode conter: céu e ar livre
Na manhã desta quarta-feira (23), a Prefeitura de Cruz das Almas, por meio da Secretaria de Infraestrutura e da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, retomou as obras da pavimentação asfáltica nas principais ruas do centro da cidade. Nesta etapa será finalizada a Rua da Estação e iniciadas as ruas J.B da Fonseca e XV de Novembro. 
#PrefeituraDeCruzDasAlmas
#GovernoDoPovo
@ Cruz Das Almas, Bahia, Brazil
Foto: Paulo Galvão Filho

Acusado de homicídio e ocultação de cadáver é preso pela Polícia Civil de Cruz das Almas

A Polícia Civil de Cruz das Almas cumpriu o mandato de prisão temporária expedido pela Justiça, na manhã de ontem (22), em desfavor de David Carvalho Santos, 19 anos, o “Tholinha”, acusado de ter assassinado e ocultado o cadáver Rafael Azevedo de Souza, conhecido como “Finha”, 27 anos, em outubro do ano passado. O suspeito foi encontrado na Praça Gastão de Almeida Alves, no Parque Santa Cruz.
Segundo informações da PC, um adolescente de 14 anos teria contratado “Tholinha” e outro garoto de 15 anos para executar a vítima. O trio levou o corpo para uma área de difícil acesso entre o Campus da UFRB e o bairro Primavera, na própria motocicleta da vítima, uma Honha/CG 125 Fan, cor vermelha, de placa NZK 5204, que não foi localizada.
O adolescente de 14 anos confessou em depoimento que teria assassinado “Finha” pois os dois tinham um relacionamento amoroso com a mesma companheira.
FORTE NA NOTÍCIA

Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente

O ator Caio Junqueira, do filme 'Tropa de Elite', morreu nesta quarta-feira no Rio aos 42 anos. Ele tinha sofrido um acidente de carro no Aterro do Flamengo no último dia 16 e desde então estava internado no Hospital Miguel Couto.
A Secretaria Municipal de Saúde informou que o ator morreu às 5h15.
Ele dirigia sozinho em direção ao Centro do Rio, perdeu o controle do carro, que subiu o meio-fio, bateu em uma árvore e capotou. Caio ficou preso dentro do veículo, desacordado, e foi retirado com uma fratura exposta.
O ator estava internado na unidade coronariana desde que chegou ao Miguel Couto. Entre os ferimentos, Cairo Junqueira sofreu um trauma grave no tórax e perdeu muito sangue.
O ator passou por cirurgias, como uma na mão direita, e apresentava febre. No último sábado (19), a mãe do ator contou ao G1 que, mesmo sedado, abriu os olhos e tentou se levantar da cama. "Isso mostra que ele está querendo lutar pela vida", disse.

Acidente gravado

Vídeo mostra carro do ator Caio Junqueira saindo da pista, no Aterro do Flamengo
Vídeo mostra carro do ator Caio Junqueira saindo da pista, no Aterro do Flamengo
Imagens de câmeras da prefeitura registraram o momento do acidente. No vídeo, o carro, aparentemente em alta velocidade, cruza a pista da direita para a esquerda, até subir o meio-fio.
A terra do canteiro central, que é gramado, levanta ao lado de uma área arborizada, que esconde o impacto do veículo em uma das árvores.

Na semana do acidente, amigos e colegas de profissão do ator pediram doações de sangue para ele em redes sociais.
Caio Junqueira em cena de 'Tropa de elite' — Foto: ReproduçãoCaio Junqueira em cena de 'Tropa de elite' — Foto: Reprodução
Caio Junqueira em cena de 'Tropa de elite' — Foto: Reprodução

Trajetória

O ator Caio Junqueira iniciou a carreira ainda criança e deixou um legado profissional extenso. Ao todo, ele participou de mais de 20 produções televisivas, além de 10 curtas e pelo menos 15 longas.
Caio de Lima Torres Junqueira nasceu no Rio de Janeiro, em 20 de novembro de 1976. Filho do ator Fábio Junqueira, ele é irmão por parte de mãe do também ator Jonas Torres.
Ele iniciou a carreira no teatro em 1984, aos 7 anos de idade. No ano seguinte, fez sua estreia televisiva ao lado de Diogo Vilela e Zezé Polessa no seriado "Tamanho família", da extinta TV Manchete. Naquele mesmo ano, também estreou no cinema, no filme "Com licença, eu vou à luta", de Lui Faria.
O ator Caio Junqueira em 2007 — Foto: TV Globo / Bob PaulinoO ator Caio Junqueira em 2007 — Foto: TV Globo / Bob Paulino
O ator Caio Junqueira em 2007 — Foto: TV Globo / Bob Paulino
O primeiro trabalho na TV Globo se deu em um episódio do seriado "Armação ilimitada", de Guel Arraes, ao lado do irmão Jonas.
A partir daí, ele fez várias séries e novelas na emissora: "Desejo", "A viagem", "Engraçadinha, seus amores e seus pecados", "Hilda Furacão", "O clone", "Um anjo caiu do céu", "O quinto dos infernos" e "Chiquinha Gonzaga" estão entre seus principais trabalhos.
Caio sempre deu grande atenção ao cinema – foram 10 participações em curtas e pelo menos 15 longas. Em 1996, ele venceu o prêmio de ator revelação do Festival de Gramado pela participação no filme "Buena sorte", de Tania Lamarca.
Caio Junqueira ao lado de Fabrízzio Bergmann no episódio "O Caso Cabo Anselmo", de "Linha Direta" — Foto: TV Globo / Márcio de SouzaCaio Junqueira ao lado de Fabrízzio Bergmann no episódio "O Caso Cabo Anselmo", de "Linha Direta" — Foto: TV Globo / Márcio de Souza
Caio Junqueira ao lado de Fabrízzio Bergmann no episódio "O Caso Cabo Anselmo", de "Linha Direta" — Foto: TV Globo / Márcio de Souza
O ator fez parte do elenco de "Zuzu Angel" e "Quase nada", de Sérgio Rezende, "For all - O trampolim da vitória", de Buza Ferraz e Luiz Carlos Lacerda, "O que é isso, companheiro?", de Bruno Barreto, além de "Abril despedaçado" e "Central do Brasil", ambos assinados por Walter Salles.
No entanto, não há dúvidas de que seu personagem mais marcante junto ao público foi o aspirante Neto, oficial recém-formado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, no filme "Tropa de elite", de José Padilha.
Nos últimos anos, Caio participou de novelas e seriados na TV Record e na Fox Brasil. Seu trabalho mais recente foi o personagem Henrique Villa Verde, na série "O mecanismo", da Netflix, quando repetiu a parceria com o diretor José Padilha
Caio Junqueira em cena com Wagner Moura no filme Tropa de Elite — Foto: Reprodução/ Tropa de Elite
Fonte: G1 

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Suspeito de estuprar e matar enteada de dois anos na Bahia é encontrado morto em rodovia


Segundo a polícia, Edson Neris Barbosa Santos, de 27 anos, era o suspeito de ser o autor do crime. — Foto: Divulgação/ SSP-BA
O homem suspeito de estuprar e matar a enteada de dois anos, no bairro da Vila Canária, em Salvador, foi encontrado morto, na noite de segunda-feira (21), na BA-526, mais conhecida como CIA-Aeroporto, em Simões Filho, na região metropolitana da capital, segundo informou a Polícia Civil.
De acordo com a polícia, o laudo pericial do Departamento de Polícia Técnica (DPT) confirmou, nesta terça-feira (22), que o corpo é de Edson Neris Barbosa dos Santos. Ainda não há informações da autoria do assassinato de Edson. O caso é investigado pela 1ª Delegacia de homicídios de Salvador.
Segundo a Polícia Civil, Edson Neris estava com mandado de prisão temporária em aberto. Ágatha Sophia morreu no domingo (20), após ser estuprada e sofrer violência física, no bairro de Vila Canária, em Salvador.
A mãe da criança, Jéssica Silva, 21 anos, contou em entrevista ao G1, que Edson entregou a menina a ela enrolada em um pano, ainda na rua, após ter ligado para ela e avisado que a criança estava passando mal. Depois disso, ele fugiu e não foi mais visto.
Quando recebeu a filha machucada nos braços, a jovem pediu socorro aos vizinhos. Um homem levou ela e a criança para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Marcos. A pequena Ágatha Sophia morreu antes de chegar no local.
A constatação da morte da criança foi feita na UPA, quando os médicos informaram à mãe da menina que ela havia sido estuprada.
“Quando me disseram que ela tinha sido estuprada, eu não soube o que pensar. Fiquei sem chão. Mandaram eu ligar para ele e fingir que ela não estava morta, para tentar encontrar ele, mas ele não foi. Me disse que seria preso. Eu fui do hospital para minha casa, para ver se encontrava ele, mas ele não estava lá”, detalhou Jéssica, que é diarista.
O enterro da garota aconteceu na manhã desta terça-feira (22), no Cemitério de Pirajá, também na capital. A mãe da menina foi impedida pelos familiares de ir para o sepultamento da criança.
Antes do enterro, Jéssica contou que estava sofrendo ameaças de linchamento, depois da morte da filha, por pessoas que acham que ela permitiu que o suspeito abusasse da filha.
“Ligaram para a minha família para me ameaçar, dizendo que vão me linchar”, disse Jéssica, aos prantos.
De acordo com a diarista, o casal mantinha um relacionamento há um ano e sete meses. Os dois começaram a morar juntos há cerca de um ano. Em uma ocasião, ela lembra que ele chegou a agredí-la, mas Jéssica não denunciou o caso à polícia. Com a criança, ela disse que Edson reclamava quando a menina “fazia algo de errado”, mas que nunca agiu com violência.
“Ele já me bateu, mas foi uma vez e parou. Nunca vi ele bater forte nela [criança]. Ele reclamava com ela quando ela fazia coisa errada, batia de leve na mão, mas nunca foi violento com ela”, afirmou.
O crime contra a criança é investigado por equipes da 2ª Delegacia de Homicídios (2ª DH/Central), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Mãe de criança abusada e morta não vai ao velório: “Estão armando para me matar”

A mãe da criança de dois anos que foi estuprada e morta, no bairro de Vila Canária, em Salvador, não compareceu ao enterro da filha, que aconteceu no final da manhã desta terça-feira (22).
Em entrevista ao G1, Jéssica Silva, de 21 anos, afirmou que os familiares a impediram de ir ao cemitério, porque ela está sendo ameaçada por populares que acreditam que ela permitiu o abuso sexual da filha. “Ligaram para a minha família para me ameaçar, dizendo que vão me linchar. Estão armando para me matar no cemitério”, disse.
O suspeito de cometer o crime era o companheiro da mãe da criança, Edson Neri Barbosa dos Santos, de 27 anos. Ele foi encontrado morto na segunda (21), na CIA/Aeroporto. A suspeita é que ele tenha sido torturado e assassinado pela facção criminosa Bonde do Maluco como forma de vingança pela morte da vítima.
Após o crime, que aconteceu no domingo (20), o suspeito teria ligado para a mãe da menina e negado o estupro. Na ligação, ele afirmou que tinha batido na vítima. A criança foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Marcos, mas já chegou desacordada.

Suspeito de matar homem a pedradas é preso na cidade de Juazeiro

Um dos homens suspeitos de participar do assassinato de Euller Gabriel Sousa Miranda, na cidade de Juazeiro , norte da Bahia, foi preso .De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA),  Rogério, acusado de envolvimento no homicídio teve o mandado de prisão cumprido na Delegacia de Homicídios (DH) de Juazeiro, na manhã desta segunda-feira (21).
Rogério se apresentou acompanhado de um advogado. Outro acusado de envolvimento na execução a pedradas, identificado como Igor, foi preso horas depois do crime.

Funcionário de fazenda é flagrado com gado furtado em Ipiaú

Imagem ilustrativa
Um funcionário de uma fazenda localizada no município de Ipiaú, a 353 km de Salvador, foi capturado com seis cabeças de gado furtadas do local onde trabalhava. O flagrante aconteceu na noite do último domingo (20), por equipes do Departamento de Polícia do Interior (Depin). O suspeito de furto foi identificado como Paulo Tomé Matos.
Os policiais civis da 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ipiaú), com apoio da Delegacia Territorial de Ibirataia, foram informados do sumiço dos animais e, através de denúncias e ações de inteligência, chegaram até um imóvel, também no município de Ipiaú, usado por Paulo como esconderijo. Um outro homem também foi preso na ação. Segundo as investigações, ele ajudou na prática criminosa. O gado foi devolvido ao proprietário e a dupla autuada por furto.

Em 45 minutos, Bolsonaro destacará abertura econômica e democracia

O presidente Jair Bolsonaro discursa hoje (22), pela primeira vez, depois de eleito, no exterior. Ele participa da abertura da 39ª edição do Fórum Econômico Mundial, que reúne a elite política e econômica global, em Davos, na Suíça. Em um discurso de 45 minutos, vai destacar a disposição do Brasil na abertura econômica, no combate à corrupção e no compromisso com a democracia.
Bolsonaro chegou ontem (21) a Davos acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. “Queremos mostrar que o Brasil tomou medidas para que o mundo restabeleça confiança, que os negócios voltem a florescer entre o Brasil e o mundo, sem viés ideológico, que nós podemos ser um país bom para investimentos, e, em especial, para o agronegócio” disse ao chegar.
Bolsonaro quer mostrar ainda que a economia brasileira está se modernizando, com abertura comercial, segurança jurídica para os investidores externos e reformas estruturais. Na noite desta terça-feira, o presidente tem jantar fechado com os presidentes da Colômbia, Iván Duque; do Equador, Lenín Moreno; do Peru, Martín Vizcarra; e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada. Os cinco presidentes latino-americanos assistirão a uma apresentação do presidente executivo da Microsoft, Satya Nadella.
Amanhã (23), está prevista a participação do presidente num almoço de trabalho sobre a globalização 4.0, que trata da quarta revolução industrial proporcionada pela tecnologia e é o tema do Fórum Econômico Mundial este ano. Depois, a comitiva retorna a Zurique, de onde embarca de volta para Brasília, chegando à capital federal na manhã de quinta-feira (24).