.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Com temperatura de 12º, moradores de rua são acordados com jatos de água fria em SP

Funcionários de uma empresa terceirizada de São Paulo que fazem a limpeza de vias públicas são acusados de acordar moradores de rua usando jatos de água fria. Em um inverno rigoroso, com o termômetro marcando 12º às 7h, uma equipe de reportagem da rádio CBN flagrou a prática na Praça da Sé, nesta quarta-feira (19). 
Publicidade
Os funcionários passam com o caminhão da empresa e jogam água nas calçadas em que os moradores de rua estão dormindo. Muitos, por não conseguirem sair a tempo, acabam perdendo os poucos pertences que têm. “Não dá nem tempo de levantar. Quando eles chegam, molham as coisas. Meu cobertor ficou encharcado. Sempre que isso acontece, a gente perde tudo”, disse um morador para a publicação.
Segundo a rádio, o prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, disse que irá apurar a situação e ainda afirmou que a orientação para todos os funcionários é que retirem os moradores de rua dos locais antes de iniciarem a limpeza.
Além dos jatos de água, os moradores também reclamaram das vans da prefeitura que encaminham pessoas em situação de rua para abrigos. De acordo com eles, na noite de terça-feira (18), apenas 20 pessoas foram levadas.

0 comentários:

Postar um comentário