sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Tiroteio em escola deixa ao menos duas crianças mortas e outras feridas; aluno fez os disparos

Seis alunos foram baleados, sendo que dois morreram durante um tiroteio dentro do Colégio Goyases, que fica na Rua Planalto no Conjunto Riviera, em Goiânia. O atentado aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (20).
Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro alunos ficaram feridos, sendo três meninas e um menino. João Vitor Gomes e João Pedro Calengo, que tem entre 12 e 13 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram. Viaturas do Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para atender a ocorrência. Helicóptero do Graer levou um dos alunos para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Mais dois adolescentes estão no hospital e ainda não foi divulgado o estado de saúde deles.
Uma das adolescentes foi encaminhada para o Hospital dos Acidentados  e, segundo um funcionário do hospital, não corre risco de morrer.
O garoto teria 14 anos e estaria com a arma na mochila e efetuou disparos aleatórios dentro da sala de aula da turma do oitavo ano. Um dos estudantes que estava no local informou que acredita que o primeiro tiro foi acidental.
Segundo informações da Polícia Civil, o adolescente suspeito de efetuar os disparos foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para submeter ao exame de corpo de deleito. Após o exame, ele será transferido para Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai). O pai do garoto, que é um policial militar, acompanha o filho nesse processo.
Os disparos teriam acontecido no final da quinta aula pela manhã, por volta das 12 horas. Segundo colegas de classe do adolescente, ele estaria sofrendo bullying na escola.

0 comentários:

Postar um comentário