quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Jovem é morto ao defender irmã vítima de homofobia

Petherson Roberto Santos Vicente, 24 anos, foi morto enquanto tentava defender a irmã transexual, que era alvo de homofobia no Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, nesta quarta-feira (8).

Patrick Vicente, que utilizava o nome Lorena Vicente, estava sentada na Praça João Fernandes Camisa Nova Júnior, onde utilizava o wi-fi gratuito do local. Em depoimento ao G1, Lorena disse que o homem se aproximou e “ameaçou jogar a bicicleta” nela. Petherson, incomodado com a atitude preconceituosa, foi defendê-la e cobrar respeito.

Após uma discussão, o criminoso começou a agredir o jovem com socos e pontapés. De acordo com a polícia, Pheterson caiu no chão e, ao bater a cabeça, ficou desacordado. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local constatou a morte do rapaz.

A polícia ainda não conseguiu localizar o suspeito pelo homicídio, identificado como Luiz Carlos Mariano, 18 anos. Após a agressão, ele fugiu de bicicleta. O caso foi registrado no 92° Distrito Policial (Parque Santo Antônio).

Bahia.ba

0 comentários:

Postar um comentário