.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Cruz das Almas: Governo Municipal e Promotoria de Justiça debatem sobre poluição sonora

A Prefeitura de Cruz das Almas, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, realizou na tarde desta quinta-feira (18), na Biblioteca Municipal Carmelito Barbosa Alves, uma reunião com a promotoria da cidade para discutir assuntos referentes a poluição sonora. Participaram do debate o promotor judicial Adriano Marques, procurador geral Vagner Santana, secretários municipais, capitão PM Dênis representando a 27ª CIPM, comerciantes, proprietários de carros de som, promotores de eventos, representantes de sindicatos e da sociedade civil. 

O policial militar Dênis falou sobre a necessidade de se procurar soluções para resolver esse problema que incomoda parte da população. “Espero que possamos chegar em algum ponto que seja fundamental para a solução desse problema. A gente sabe da dependência que alguns tem da necessidade do som em seus comércios, mas a gente tem que trabalhar dentro da legislação”, disse. O Procurador do município, Vagner Santana, afirmou que os cidadãos têm dado total apoio para a iniciativa do debate. “Eu e o secretário Pedro Melo estávamos durante toda semana nas principais emissoras de rádio divulgando essa reunião e as pessoas ligavam e entravam para falar ao vivo e todas elas, de vários bairros da cidade, se manifestaram colocando que estava insuportável o convívio social em relação a poluição sonora”. 

Já o promotor de justiça Adriano Marques disse que muitas vezes falta educação para resolver o problema. “Esse é um assunto que tem desgastado muito a atuação do Ministério Público na cidade. Cruz das Almas é uma das cidades mais barulhentas que eu já passei, e digo isso desde 2014 e até hoje continua sendo. A gente pode imputar isso a uma falta de educação e defasagem no sistema de educação municipal e estadual” afirmou. O promotor ainda revelou que é proibido a circulação de carros de som pelas ruas da cidade, excerto se for para utilidade pública. O objetivo da reunião foi esclarecer para toda sociedade a necessidade de se fazer um controle de todos os equipamentos que utilizam a propagação sonora para divulgar ou até mesmo divertir as pessoas.

Diego Azevedo | FORTE NA NOTÍCIA.

0 comentários:

Postar um comentário