.

.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Intervenção no Rio: 20 baianos na Câmara foram a favor; 9 contra

Intervenção no Rio: 20 baianos na Câmara foram a favor; 9 contra
A votação da aprovação de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro teve o apoio de 20 deputados baianos. A matéria foi aprovada na madrugada desta terça-feira (20), na Câmara dos Deputados. Nove parlamentares da Bahia, porém, foram contra.
Dissera sim à proposta: Claudio Cajado, José Carlos Aleluia e Paulo Azi (todos do DEM); Félix Mendonça Jr, do PDT; Erivelton Santana (PEN); Lúcio Vieira Lima (PMDB); Cacá Leão e Roberto Britto, ambos do PP; João Carlos Bacelar, José Carlos Araújo e José Rocha, do PR; Márcio Marinho (PRB); Bebeto (PSB); Irmão Lázaro (PSC); Antonio Brito, José Nunes e Paulo Magalhães (PSD); Benito Gama (PTB) e Uldurico Júnior (PV).
Já os contrários foram majoritariamente de partidos ligados à esquerda. A surpresa ficou por conta do deputado tucano João Gualberto, que desobedeceu a orientação da bancada e não apoiou a medida. Os votos foram: Alice Portugal, Daniel Almeida e Davidson Magalhães (PcdoB); Bacelar (PTN); João Gualberto (PSDB) e Afonso Florence, Nelson Pelegrino, Valmir Assunção e Waldenor Pereira, todos do PT.
O decreto estabelece que a medida vai durar até 31 de dezembro deste ano. Nesse período, o general do Exército Walter Souza Braga Netto, do Comando Militar do Leste, será o interventor no estado e terá o comando da Secretaria de Segurança, Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e do sistema carcerário no estado do Rio.

0 comentários:

Postar um comentário