.

.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Demitido? Após segurança tentar impedir criança de comer, shopping fala sobre o assunto e revolta população

Um segurança do Shopping da Bahia, em Salvador, tentou impedir um cliente de pagar o almoço para uma criança de forma solidária. A situação, ocorrida nesta segunda-feira, 11, foi registrada em um vídeo que circula nas redes sociais.
As imagens mostram o consumidor tentando comprar a comida no restaurante Sanduíche de Churrasco, no primeiro piso do shopping. Entretanto, sem motivo aparente, o segurança se coloca na frente do homem para impedir a ação, inclusive empurrando o prato que seria entregue pela atendente.
Estou querendo dar o almoço para o menino e o segurança tá rejeitando aqui, falando que vai me tirar do shopping à força e vai tirar o menino. Eu queria ver se fosse seu filho que tivesse na rua passando fome. Ele vai comer. Ele é um ser humano como outro qualquer”, diz o cliente


Shopping da Bahia resolve falar sobre o assunto

Por meio de nota, o Shopping da Bahia pediu desculpas pela situação e disse que a postura adotada pelo segurança não condiz com o treinamento recebido pelos funcionários, “tanto que a atitude tomada pelo supervisor de segurança reforça o direito do cliente e o acolhimento com a criança”, afirmou.
O shopping ainda disse que “atua em alinhamento com órgãos de defesa dos direitos humanos, como o Conselho Tutelar e o Juizado de Menores”. A direção do shopping não revelou se o funcionário será demitido após a polêmica ou se continuará empregado em sua função.

Internautas se revoltam com atitude

O vídeo já conta com mais de 11 milhões de visualizações no Facebook. Alguns até citaram o fato de que as demais pessoas que estavam na praça de alimentação não fizeram nada para ajudar. “Fato que causa indgnação é a falta de ação das outras pessoas que estão na praça de alimentação fingindo que nada está acontecendo. Isso só prova o quanto o brasileiro é seletivo na sua indignação”, disse Claudiano Santos por meio de um comentário no post.
Fonte: 1News.com.br

0 comentários:

Postar um comentário