Header Ads

Seo Services

Secretário da Cultura do Governo Federal cita ministro de Hitler e vira alvo de críticas

O secretário especial da Cultura do Governo Federal, Roberto Alvim, foi alvo de críticas nas redes sociais após parafrasear o ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels, durante pronunciamento que foi ao ar na noite da última quinta-feira (16). No comunicado, Alvim anunciou a liberação de R$ 20 milhões para o Prêmio Nacional das Artes.
“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada”, afirmou Alvim.
A fala de Roberto Alvim é parecido com o pronunciamento do alemão Joseph Goebbels realizado em 8 de maio de de 1933, no hotel Kaiserhof, em Berlim. O discurso de Goebbels está disponível no livro “Joseph Goebbels: Uma biografia”, do historiador alemão Peter Longerich.
“A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada.” 
Além da fala, a música que toca ao fundo durante o pronunciamento de Alvim é um trecho da ópera “Lohengrin”, de Richard Wagner, canção preferida de Hitler.. 
No Twitter, um internauta ironizou a situação. “Não devemos tirar conclusões precipitadas só porque o cara cortou o cabelo feito o Goebbels, plagiou um texto do Goebbels, tocou a musica preferida do Hitler e usou uma estética fascista. Precisamos ponderar”, disse. ” O que dirão os judeus do governo sobre o discurso do secretário de Cultura Roberto Alvim copiando o nazista Goebbels ?”, afirmou outra.

Fonte: Varela Noticias 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.